7 erros comuns no início da carreira que podem travar o seu futuro profissional

O início da carreira é um momento marcante, que ocupa papel essencial no futuro do jovem profissional. Apesar de ser uma época que merece atenção, muitas vezes, por inexperiência ou ansiedade, jovens profissionais ignoram sua importância e cometem erros que podem marcar sua reputação e seu desempenho no mercado de trabalho por um bom tempo.

Não investir em networking, não ter humildade para aprender, desistir de um trabalho muito cedo, aceitar qualquer emprego e ignorar a hierarquia são alguns dos erros cometidos por profissionais iniciantes que podem travar o seu futuro profissional e prejudicar o desenvolvimento da sua carreira.

Veja como evitá-los e, caso tenha cometido alguma dessas falhas, aprenda a superá-las:

Não dar a devida importância ao networking

Construir uma rede de contatos sólida deve estar entre as prioridades de todo profissional. No entanto, no início da carreira, muitos jovens desconhecem a importância de fazer networking e não se preocupam em interagir com pessoas que podem fazer a diferença para o seu futuro profissional.

Não cometa esse erro e tenha em mente que quanto antes você começar a criar uma rede de contatos, melhor. Além de encontrar pessoas que podem dar conselhos valiosos sobre o mercado de trabalho, investir no networking também pode ser a porta de entrada para eventuais oportunidades de estágio e de emprego.

Quem não sabe por onde começar ou é tímido, pode iniciar o processo de formar uma rede de contatos interagindo com os próprios colegas de faculdade e professores. Depois, é possível partir para eventos de networking, como palestras, workshops e feiras de emprego e estágio.

Achar que sabe tudo e não ter humildade para aprender

A prepotência e a arrogância são inimigas de qualquer profissional. No entanto, no caso dos jovens, elas podem fazer um estrago ainda maior na carreira. Evite que essas características afetem seu desenvolvimento usando a sabedoria dos mais experientes a seu favor, já que essa é uma das melhores formas de compensar o pouco conhecimento em certas áreas.

Caso não se sinta seguro para realizar determinada tarefa, não tenha vergonha de dizer que não sabe e mostre que tem disposição para aprender. Mesmo que seja qualificado para a vaga, isso não quer dizer que não há nada mais para aprender.

Pelo contrário: o aprendizado deve ser constante ao longo da carreira. Abra-se para a troca e aproveite, inclusive, a oportunidade de aprender com os erros dos outros. Compartilhar conhecimento é uma das chaves para o sucesso.

Aceitar qualquer emprego oferecido

Na empolgação por ingressar no mercado de trabalho, é natural que o jovem tenha tendência a aceitar o primeiro emprego oferecido. Para uma carreira promissora, no entanto, é importante segurar a ansiedade e ter em mente que garantir um meio de subsistência não basta.

É importante ter critério na hora de definir a empresa em que vai trabalhar, analisando as oportunidades e refletindo se aquela posição é a mais adequada para os rumos que você quer dar para a sua carreira.

Não tenha pressa: coloque na balança aspectos como salário, benefícios, atribuições da posição e, principalmente, as possibilidades de crescimento que a empresa oferece.

Desistir de um trabalho muito cedo

Jovens costumam ser ansiosos. Essa característica não é de todo ruim, mas pode prejudicar o profissional iniciante que, muitas vezes, não tem paciência para esperar e, por pura ansiedade, larga um bom trabalho porque não cresceu tão rápido quanto achou que deveria ou porque surgiram dificuldades no caminho.

Não cometa esse erro na sua carreira. Antes de desistir de um trabalho, reflita no impacto que essa decisão terá na sua vida. Vale mesmo a pena desistir ou há formas de contornar o problema? Você já tentou todas as soluções possíveis para melhorar a situação, como conversar com seus superiores?

Na sua trajetória, é possível que, em determinados momentos, você desista de um trabalho. Isso é OK. No entanto, não deixe de tomar essa decisão sem pensar bem antes.

Ignorar a hierarquia

Mesmo em um ambiente de trabalho descontraído e colaborativo, a hierarquia existe. Por isso, é uma péssima ideia desrespeitar seu superior e o tratar como se mandasse tanto quanto ele. Por mais que sua empresa incentive a troca de ideias, é importante ter clareza em relação à posição que ocupa.

Caso tenha ido longe demais e desrespeitado de alguma forma um profissional que está acima de você na hierarquia da empresa, não hesite em fazer um mea culpa, assumir o seu erro e mudar o seu comportamento.

Parar de investir na formação

Muitos jovens pensam que ingressar no mercado de trabalho basta. Por isso, assim que conseguem uma vaga, param de investir na sua formação. Errado! O investimento na formação deve ser uma constante na carreira. Por isso, mesmo que você esteja satisfeito com a posição que ocupa na empresa, não deixe de melhorar suas competências e, até mesmo, adquirir novas habilidades.

Aposte em cursos de curta duração e, no futuro, cogite uma pós-graduação e até mesmo aprender um novo idioma. Recrutadores veem com excelentes olhos quem está sempre investindo na formação. É um sinal de que a pessoa deseja sempre crescer na carreira.

Ser competitivo em excesso

Ser competitivo não é uma característica exatamente ruim. No entanto, quando ela é excessiva, pode comprometer sua imagem como profissional e passar a impressão que você é uma pessoa que não sabe trabalhar em equipe.

Tenha em mente que ficar sempre se comparando aos colegas e querer se sair melhor do que eles a todo custo, além de pegar mal, não vai trazer nenhum benefício para sua carreira. Em vez de competir com seus companheiros de trabalho, preste atenção no que eles fazem de melhor para, assim, aprender com eles. Juntos, vocês vão evoluir muito mais.

É normal cometer erros no início da carreira. O importante é aprender com eles para, assim, se desenvolver como pessoa e como profissional.

Ainda tem alguma dúvida sobre os erros que jovens profissionais cometem no início da carreira? Conhece algum que ficou de fora? Conte para a gente nos comentários!



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *