Empreendedorismo: aprenda a tirar as suas ideias do papel

Uma ideia que fica apenas na cabeça nunca vai passar disso: uma ideia. O empreendedorismo começa quando aquele lampejo — seja ele o protótipo de um produto ou de um serviço — é posto em prática por meio de um plano de ação.

Neste post, você verá 9 passos para tirar ideias do papel e, enfim, dar vida ao seu negócio de sucesso. Vamos lá?

Saiba aonde você quer chegar

Para tirar ideias do papel é importante, antes mesmo de partir para a execução do projeto, exercitar a visão de aonde se quer chegar. Amadureça a sua ideia e busque ter em mente o que você quer experimentar, aprender e validar.

Visualize como será o caminho até atingir o seu objetivo e elabore, pelo menos, 3 hipóteses de como você poderá chegar até ele ou, até mesmo, de algo que você gostaria de experimentar ou validar.

Nessa fase, é importante não ter medo e deixar a imaginação fluir: imagine cenários, dificuldades que podem surgir no caminho e todos os elementos que possam interferir no atingimento do seu objetivo.

Acredite no seu sonho

Verdade seja dita: se você não acredita no seu sonho, não conseguirá convencer ninguém a comprar o seu projeto. O 2º passo para tirar ideias do papel é acreditar naquilo que está fazendo.

Um empreendedor confiante tem tudo o que precisa para transformar o seu sonho em realidade. Empreender nunca é fácil, mas quando o empresário sabe que aquilo que está vendendo é bom, ele consegue superar os desafios, vencer os obstáculos e convencer as pessoas a seguirem em frente com ele. Portante, antes de tudo, é preciso acreditar.

Identifique o seu público-alvo

Saber quem é o seu público-alvo é um dos principais pontos para tirar ideias do papel. Não basta ter um insight incrível: é essencial saber a quem esse insight servirá.

Quem compraria o seu produto ou serviço? O mercado é grande o suficiente? Além de identificar clientes em potencial, para a sua ideia decolar, é importante fazer um levantamento de todos que vão ser impactados pelo projeto.

Não deixe ninguém de fora:

  • governo federal;
  • governo estadual
  • governo municipal;
  • órgãos de fomento;
  • comunidade em que o projeto estará inserido;
  • público interno;
  • entre outros.

Essa pesquisa é essencial para que sua ideia atenda de forma satisfatória todos os seus públicos de interesse e não fique parada porque você esqueceu de contemplar algum deles.

Defina o valor da sua oferta

Tornar a sua ideia real passa por precificar ela. Além de fazer uma análise cuidadosa dos públicos interessados e avaliar se há clientes suficientes para que você deseja vender, é importante refletir se as pessoas estariam dispostas a pagar pelo que você vai oferecer e qual seria o valor justo a ser cobrado.

Você pode chegar à conclusão, por exemplo, que o custo de produção é muito alto e não vale a pena executar aquela ideia a não ser que você cobre um valor mais elevado pelo produto ou serviço que vai colocar no mercado. A sua meta deve ser sempre o lucro.

Crie um modelo de negócios inovador

Em um mercado cada vez mais competitivo, inovar é preciso. E você pode começar a fazer isso apostando em um modelo de negócios que seja realmente inovador. Faça uma pesquisa cuidadosa da sua futura área de atuação, analise os seus principais concorrentes e crie um modelo de negócios que seja diferente e incorpore inovações desde o início.

Use a capacidade de adaptação como um trunfo: você pode não controlar fatores externos, mas pode prever, no seu modelo, como a sua empresa vai reagir a cada oscilação do mercado. Opere de forma inovadora e tenha certeza de que o seu negócio vai se destacar em relação à concorrência.

Faça protótipos e testes

Realizar testes durante o desenvolvimento do projeto é uma forma de saber se, fora do papel, a sua ideia vai funcionar ou não. Crie um modelo de teste, um protótipo, que, na verdade, será uma versão simplificada do que será o seu projeto quando ele estiver acabado.

Ao apostar em testes durante a fase de desenvolvimento, você tem a possibilidade de checar se realmente está no caminho certo e, se for o caso, pode corrigir a rota e fazer pequenos acertos para tornar a sua ideia ainda melhor.

Planeje todas as atividades

Muitos empreendedores caem no erro de acreditar que uma boa ideia basta. Começar um negócio, na verdade, vai muito além de boas ideias. É preciso investir em planejamento e estruturar tudo o que será preciso fazer para tirar o projeto do papel.

Por isso, não deixe de detalhar atividades, definir a duração de cada etapa e indicar um responsável por cada tarefa.

Organize as finanças

Por melhor que seja sua ideia, sem dinheiro não é possível tirá-la do papel. Muitos empreendedores ignoram a organização financeira do negócio e acabam morrendo na praia, antes mesmo do projeto começar a tomar corpo.

Não cometa esse equívoco cuidando pessoalmente do planejamento financeiro da sua empresa. Detalhe o orçamento e como ele será gasto no tempo que tem disponível. Essa medida ajuda a evitar gastos desnecessários e cortar despesas que não são essenciais.

Estabeleça datas e defina o orçamento para cada etapa. Não deixe de prever ainda de onde sairá o dinheiro: recursos próprios, investidores etc.

Persevere, sempre

A estrada do empreendedorismo não é fácil. Durante a sua trajetória, vários obstáculos certamente surgirão no caminho. Encare esses desafios como possibilidades de melhoria e não deixe nunca de inovar. O mais importante é nunca deixar de acreditar na sua ideia e insistir.

Se você pesquisou e investiu em melhorias no seu produto, o sucesso é uma questão de tempo. Não deixe de pedir ajuda e buscar sempre fazer parcerias com pessoas que tenham objetivos em comum. Os benefícios são inúmeros.

E então, o que você achou deste post? Deixe um comentário e compartilhe a sua opinião com a gente! E agora que você aprendeu como tirar ideias do papel, não deixe de curtir a nossa página no Facebook. Por lá a gente sempre disponibiliza conteúdos como esse. Acompanhe!



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *