Gestão 4.0 e soft skills na formação do profissional do futuro

Estamos vivendo em uma época onde a robótica, a  Inteligência Artificial, Internet das Coisas e todas essas diferentes tecnologias vem se tornando imprescindíveis na administração de um negócio, independentemente de seu tamanho. 

As tecnologias digitais criaram uma enorme disruptura, não apenas em TI, mas também nos estilos de liderança e na forma como gerenciamos nossas organizações. Os líderes de todas as empresas de tecnologia não são líderes digitais, mas é indiscutível que Mark Zuckerberg é um dos melhores exemplos hoje. O que ele tem que a maioria dos gestores não têm?

Em primeiro lugar, há uma diferença no estilo de gerenciamento. Ele tem o dom de inspirar seus funcionários a inovar e se apegar a essas ideias. Sua perspicácia na aplicação de benchmarks da liderança digital mostra uma abordagem rápida, hierárquica, cooperativa e orientada para equipes, que frequentemente integra os ideais de pico de inovação do Vale do Silício.

Acima de tudo, a competência pessoal, a mentalidade e a aplicação de novos métodos (ou instrumentos como o “design thinking”) são cruciais. Existem várias características exibidas, que também usamos para diferenciar a Gestão 4.0.

Continue nos acompanhando, que nesta semana vamos compartilhar um e-book com mais informações.