Influência do Congado é retratada em mostra fotográfica na Una Sete Lagoas

Aberta ao público, mostra fica em cartaz na Una Sete Lagoas até o dia 13/12.

Foto: Renata Ataíde

 

A 3ª Mostra Fotográfica da Exposição Interiorizar destaca nesta edição o patrimônio imaterial de Sete Lagoas: o Congado. Manifestação afro-brasileira presente nos contextos sociais, religiosos e culturais do povo brasileiro, o Congado foi retratado em 14 estandartes e 19 fotografias. Atualmente, o município conta com mais de 20 Guardas de Congado e é considerado como importante reduto da cultura.

A exposição fica em cartaz até o dia 13 de dezembro, na Una Sete Lagoas, e está aberta ao público das 13h30 às 21h30, de segunda a sexta-feira.

Produzida por 14 fotógrafos, a mostra apresenta dezenas de fotos que retratam a manifestação cultural do Congado nas ruas e cenários históricos do município. O projeto surgiu de um trabalho coletivo idealizado pelos fotógrafos Leandro Malaquias, Leo Drummond e Renata Ataíde e teve a curadoria de arte realizada por Demétrius Cotta.

O Congado, também conhecido como Reinado, Congada ou Irmandade é uma das mais expressivas tradições de matriz africana documentadas no Brasil. Em Sete Lagoas, a prática congadeira é bastante antiga e conta com muitos integrantes conhecidos na comunidade.

 

Serviço:

3ª Mostra Fotográfica da Exposição Interiorizar – Congado

Data: Até o dia 13/12/2019

Hora: De segunda a sexta-feira – Das 13h30 às 21h30

Local: Una Sete Lagoas – Av. Secretário Divino Padrão, 1.411 – Santo Antônio

 

Entrada gratuita e aberta ao público.