Una Jataí lança a Casa de Vegetação: parceria de empresas com 5 dos nossos cursos de graduação

A má distribuição de renda traz diversas consequências à sociedade, como o aumento dos índices de pobreza, baixos índices de escolaridade, crescimento da violência, entre outros. No Brasil, a alta taxa de desemprego agrava os problemas de desigualdade já existentes, é o que aponta um estudo divulgado recentemente pela FGV (Fundação Getúlio Vargas), que analisou os dados recentes sobre emprego e renda no país.

Muitas iniciativas buscam contornar este cenário. Uma delas é a “Casa de Vegetação”, idealizada pela Una Jataí, que abrigará diversos projetos desenvolvidos pelos acadêmicos dos cursos de Agronomia, Arquitetura e Urbanismo, Biomedicina, Engenharia Civil e Medicina Veterinária. Um dos projetos é o desenvolvimento de uma horta comunitária sustentável, a qual está sendo implantada em uma área de 1000m², sendo 40m² utilizados para a construção do viveiro.

Os estudantes estão envolvidos no projeto desde a preparação do solo até a produção de mudas, o que ampliará sua prática e conhecimentos, permitindo o desenvolvimento das habilidades na área. Nos primeiros anos serão cultivadas hortaliças convencionais como alface, cebolinha, couve, salsa, almeirão, rúcula e cenoura.

De acordo com a coordenadora do curso de Agronomia da Una Jataí, Juliana Teodora, a área foi cedida por uma empresa parceira. “As hortaliças serão doadas para a população de baixa renda, sendo que quando estiverem aptas para o consumo, a instituição fará o levantamento dos principais setores onde há essa necessidade e será feito um pré-cadastro para então ser direcionado à doação”, disse.

A Diretora Daniela Tessele afirma que a inauguração da Casa de Vegetação é de grande importância para todos, pois “traz uma excelente oportunidade de aproximar acadêmicos e comunidade local, propicia um ambiente ideal para compartilhar conhecimento e aplicar as teorias e técnicas aprendidas em sala de aula. Além disso, a participação dos setores público e privado demonstra como incentivos na educação resultam em benefícios à sociedade”.

A prefeitura de Jataí doou 50 mudas de plantas do Cerrado para a Casa de Vegetação. Elas serão utilizadas no projeto desenvolvido pelos estudantes para revitalizar uma área da cidade, que será definida posteriormente. Outras espécies de mudas do tipo frutíferas e hortaliças também serão produzidas por eles no local.

A inauguração aconteceu no dia 20 de agosto e contou com a presença de Marcelo Battistella Bueno, CEO e também um dos fundadores da Ânima Educação, sendo sua primeira visita ao estado e motivada pela importância do projeto implantado pela Una Jataí, com apoio de empresas locais que viabilizaram a construção da Casa de Vegetação, contribuindo para o desenvolvimento de pesquisas.

Diversos outros projetos acadêmicos também serão desenvolvidos no local, como o Campo Agrostológico, montado com as principais forrageiras utilizadas na nutrição animal, e o ILPF (Integração Lavoura, Pecuária e Floresta), que consiste na integração de diferentes tipos de cultura em uma mesma área, produzindo em conjunto, por exemplo, cevada, braquiária, arroz, trigo e eucalipto. Esta forma de sistema integrado busca otimizar o uso da terra, elevando a produtividade, diversificando a produção e gerando produtos de qualidade e, com isso, reduz a pressão sobre a abertura de novas áreas e se adapta às diferentes realidades produtivas.

Projetos como esse demonstram que a educação tem o poder de transformar a realidade de uma sociedade, e que para isso, é preciso iniciativa, incentivo e cooperação.

Estude na Una!