Una Catalão oferece atendimento nutricional, psicológico e fisioterapêutico gratuito para a comunidade

Má alimentação, problemas para dormir ou sintomas pós-Covid passaram a ser obstáculos que parte da população lida no dia a dia e que precisam ser analisadas por especialistas. Para ajudar a comunidade, a Una Catalão oferece até o mês de junho atendimentos nutricionais, psicológicos e fisioterapêuticos. A assistência é dada por alunos dos cursos de psicologia, nutrição e fisioterapia que já estão na fase de estágio, acompanhados de perto pelos professores responsáveis. A iniciativa é totalmente gratuita, on-line e somente é necessário fazer agendamento prévio.

Para fazer o agendamento é simples, basta acessar os links abaixo, de acordo com a sua necessidade:

Clique aqui para solicitar atendimento nutricional.

Clique aqui para solicitar atendimento psicológico (maiores de 18 anos).

Clique aqui para solicitar atendimento fisioterapêutico (pós-Covid).

O atendimento psicológico ajuda a manter em equilíbrio a saúde da psique humana. Realizando um acompanhamento clínico, alunos e professores buscarão compreender e auxiliar a população em relação aos seus medos e inseguranças, garantindo o bem-estar dos pacientes. A ansiedade, além dos efeitos psicológicos, também afeta outras questões da vida humana, um bom exemplo é a alimentação. Em situações de tensão, tristeza ou angústia, os hábitos alimentares podem se transformar e não ter reflexos positivos no organismo. Para aqueles que convivem com este tipo de problema, o atendimento clínico nutricional, que receberá inscrições apenas até 31 de maio, oferece suporte para quem procura processos de emagrecimento, ganho de massa ou definição de uma dieta balanceada e com os nutrientes e vitaminas necessárias.

As consultas fisioterapêuticas são focadas nas pessoas que já se contaminaram pela Covid-19 e hoje, mesmo após não terem mais o vírus em seu organismo, ainda apresentam sintomas como falta de ar, dores de cabeça, perda de cabelo, tontura e mais, sintomas característicos da chamada Síndrome pós-Covid, que pode atingir até 80% dos pacientes.

Andreia Borges Macedo, coordenadora dos cursos de saúde da Una Catalão e responsável pelos projetos, lembra que as iniciativas são uma forma de apoiar a sociedade e os alunos. “Nosso foco principal é incluir a população oferecendo um serviço que realmente faça a diferença, ajudando em questões reais e também levando informações relevantes. Com nossos alunos, há 60 anos a Una cumpre o objetivo de promover ações que garantam aos estudantes ferramentas de exercício da empregabilidade, que irão prepará-los para o mercado de trabalho”, explica a professora.

Receba os melhores conteúdos sobre a Una